XXV Avaliação Nacional de Vinhos destaca 16 vinhos

26-09-2017

   A Vêneto Mercantil é uma das patrocinadoras da maior degustação de vinhos de uma safra do mundo. A 25ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2017, que no último sábado, dia 23, chegou a sua 25ª edição. O evento mais aguardado pelo setor vitivinícola aconteceu no Parque de Eventos, em Bento Gonçalves e contou com a participação de cerca de mil pessoas de todo o Brasil e do exterior, que degustaram na taça as 16 amostras mais representativas de vinhos brasileiros da Safra 2017. A iniciativa é da Associação Brasileira de Enologia (ABE).

   Com 327 amostras inscritas por 59 vinícolas de seis estados brasileiros (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo), esta é a maior Avaliação dos últimos quatro anos. O ranking dos 30% mais representativos, ou seja, 103 vinhos, foi anunciado ao final do evento como resultado da degustação de seleção realizada durante o mês de agosto por 118 enólogos, que às cegas, seguiram normas internacionais sob a coordenação da Embrapa Uva e Vinho. Dentre este seleto grupo, 16 vinhos foram selecionados entre os mais representativos para serem degustados pelo grande público na maior celebração dos vinhos do Brasil.

   O evento também foi marcado pelo brinde dos 25 anos da Avaliação Nacional de Vinhos, compartilhado por todos os presentes.

Troféu Vitis 2017

   Desde 1993, a ABE homenageia figuras que dedicam seu tempo, conhecimento e talento para a promoção e valorização do vinho brasileiro. Neste ano, a entidade entregou o Troféu Vitis Amigo do Vinho 2017 para a sommelier internacional e jornalista Andréia Debon, editora da Revista Bon Vivant, especializada no mundo do vinho. Ela também participa como jurada em degustações e concursos de vinhos no Brasil e no exterior, viajando para países produtores e com potencial enoturístico. E o Troféu Vitis Destaque Enológico 2017 foi entregue à enóloga Maria Regina Ferreto Flores, hoje diretora técnica da LNF Latino Americana. Maria Regina foi professora na então Escola Agrotécnica Federal e enóloga-chefe da Cooperativa Vinícola Aurora de 1984 a 1995.