8º Brazil Wine Challenge premia 187 rótulos

Brazil Wine Chalenge - Foto: Jeferson Soldi

compartilhar

Durante três dias, Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, viveu mais um grande momento do mundo do vinho. O VIII Brazil Wine Challenge, realizado de 7 a 10 de junho, reuniu 53 especialistas nacionais e internacionais para avaliarem 623 amostras de vinhos e espumantes vindas de 17 países. Os rótulos premiados no único concurso brasileiro com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE), foram conhecidos no jantar de encerramento no dia 10 de junho, no SPA do Vinho Hotel & Condomínio Vitivinícola, no Vale dos Vinhedos. Brasil, Argentina, Portugal e Uruguai foram as estrelas da noite.

Brasil, Argentina, Portugal e Uruguai foram os países que conquistaram as quatro Grandes Medalhas de Ouro. Os quatro rótulos sobressaíram-se entre os demais com pontuação acima de 93 pontos. Das 623 amostras inscritas, 30% foram premiadas, ou seja, 187 medalhas, sendo quatro Grande Ouro, 113 Ouro e 70 de Prata. O Brasil, por ser o país sede e reunir o maior número de amostras inscritas, alcançou 114 medalhas, seguido por Portugal com 34, Uruguai com 12, Argentina com 10, Chile com sete e Alemanha com três. Austrália, Estados Unidos, França, Grécia e Nova Zelândia obtiveram uma medalha cada. Realizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) e pela Revista Adega, o Brazil Wine Challenge reuniu rótulos da África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Hungria, Itália, Nova Zelândia, Portugal e Uruguai, consolidando-se como um dos mais importantes das Américas.

Foram 12 horas de degustações. O enólogo da Vêneto Mercantil, franco Francescato, foi um dos integrantes dos seis júris, formados por cinco especialistas cada, além do presidente da mesa. Eles provaram vinhos, espumantes, vinhos licorosos e destilados. Todo concurso contou com um sistema de avaliação totalmente informatizado, que garantiu maior agilidade e segurança na captação e tabulação dos dados. Implantado ainda na edição de 2010, o sistema apresentou excelente desempenho, colocando a avaliação entre as mais organizadas do mundo.